Mucosite oral e o uso da Laserterapia

por Dra. Renata Gomes Macedo
Cirurgiã Dentista

A mucosite é uma inflamação na mucosa oral (bochecha, lábio, gengiva, céu da boca, língua, garganta) decorrente dos efeitos citotóxicos usados em quimioterapia geral e radioterapia de cabeça e pescoço, se tornando uma das complicações bucais mais comuns no tratamento oncológico.

Por se tratar de um quadro extremamente doloroso, a mucosite oral diminui a qualidade de vida do paciente, dificultando a mastigação, a deglutição e a fala, predispondo o paciente a deficiências nutricionais, além de aumentar o risco de infecções locais e sistêmicas, uma vez que essas feridas se tornam porta de entrada para bactérias.

É de extrema importância que o paciente, após receber o diagnóstico de câncer, converse com seu médico oncologista a respeito do tratamento com radioterapia e/ou quimioterapia. É o médico que irá orientar a procurar um cirurgião dentista para que seja feito um preparo bucal antes de começar o tratamento contra o câncer.

O cirurgião dentista tem um papel muito importante nessa fase, pois orienta o paciente a respeito da correta higiene bucal e aplicações da laserterapia na prevenção e no tratamento da mucosite oral. As aplicações da laserterapia diminuem a incidência e a gravidade da mucosite oral devido a sua ação anti-inflamatória, analgésica e cicatrizante, aliviando a dor, o desconforto e devolvendo qualidade de vida ao paciente.

A laserterapia é indicada no tratamento de aftas, herpes labial, sensibilidade dentária, entre outros. Além disso, é o único recurso terapêutico eficaz no tratamento e prevenção das lesões orais características da mucosite oral. Se você conhece alguém que irá passar pelo tratamento do câncer, não deixe de alertá-lo sobre a mucosite. Procure sempre um cirurgião dentista habilitado em laserterapia, o conhecimento das causas e a prevenção podem aliviar os sintomas.

2017-11-23T13:00:47+00:00